13.6.12

Dicas para reutilizar eletrônicos


Relatório da ONU estima que, anualmente, de 20 milhões à 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico são despejados em aterros sanitários de todo o mundo. 


Os resíduos vão desde telefones antigos, televisores a micro-ondas, computadores, carregadores e fontes de todo tipo.


Na maioria das vezes, os aparelhos são descartados em função das novidades do mercado e não porque não funcionam ou estão obsoletos.  Por isso seguem algumas dicas para ajudá-lo a aproveitar ao máximo e prolongar a vida útil dos equipamentos!

1. Prolongue a vida útil
Resista às novidades tecnológicas! Pergunte-se se você realmente precisa comprar um novo.. A melhor maneira de preservar os recursos naturais é reduzir o consumo e simplesmente usar os seus aparelhos o maior tempo possível. Além de economizar os recursos naturais,  reduzirá a quantidade de lixo no mundo, sem  falar  na economia  do seu bolso.


2. Doe
Antes de pensar em descartar seus equipamentos antigos, veja se poderá servir a um amigo ou membro da família topa recebê-los. Caso não encontre ninguém, existem diversas instituições que podem fazer bom proveito do que não serve mais pra você. Em várias cidades brasileiras também é comum haver, ao longo do ano, campanhas que recolhem esses materiais com o objetivo de doar para uma família carente ou para uma escola, por exemplo. O CMID do Bairro Santa Marta, recebe grande parte de equipamentos de informática e mantém um projeto de inclusão social para crianças.


3. Troque
Tente trocar na loja onde comprará o novo. Não conseguindo, geralmente a lojas de assistência técnica pode receber em troca de  peças novas e serviços ou mesmo no lugar de um usado que esteja à venda.


4. Venda
Existem diversas empresas que oferecem programas de compra de eletrônicos antigos. A HP, por exemplo, oferece até 200 reais de desconto nos aparelhos usados para os clientes que desejam comprar um produto novo da marca. A tendência é que outros fabricantes também adotem essa prática. Mas quando estão funcionando perfeitamente, é mais vantajoso anunciá-los em sites como o Mercado Livre, Toda Oferta e Buscapé, entre outros.


5. Recicle
Quando os aparelhos estão antigos demais, quebrados ou com defeitos que não valem a pena consertar, a solução é reciclar! Os grandes fabricantes disponibilizam telefone de contato para solicitar a logística reversa do produto. Mas, às vezes, a solução mais prática é buscar um ponto de coleta de eletroeletrônicos na sua cidade. O Banco Santander, por exemplo, disponibiliza coletores nas agências, chamados de Papa-Pilhas, onde é possível descartar pilhas, baterias, celulares, câmeras digitais e outros tipos de eletrônicos. Mas também existem empresas especializadas em reciclagem de eletrônicos, e algumas vão até a sua casa buscar o equipamento por uma pequena taxa. Os moradores de São Paulo contam com um portal bem bacana chamado e-lixo maps, onde podem buscar no mapa o local mais próximo para recolher um determinado tipo de resíduo eletrônico.


5. Meta Arte
No CMID as peças e partes danificadas, que não podem ser reaproveitadas,  transformam-se em flores, robôs, quadros tridimensionais, esculturas, dentre tantos aproveitamentos possíveis.  



6. Compre equipamentos mais ‘verdes’
Agora diversas empresas estão produzindo equipamentos com maior preocupação ambiental, como é o caso da Apple. Além de ter eliminado as substâncias tóxicas de seus produtos, a empresa adotou o alumínio e o vidro na composição do Ipad 2 que são materiais que podem ser facilmente reciclados. Também foram usadas telas de LED que consomem 50% menos energia e são isentas de arsênico e mercúrio, ao contrário dos LCDs comuns. O Greenpeace  publica anualmente um Guia de Eletrônicos Verdes, pontuando as marcas em vários aspectos que tornam seus processos de produção menos danosos ao ambiente. Pesquise!




0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Seguidores

Veja todas as postagens

Desenvolvimento e Gestão do Blog: Zope Mídia

  © Free Blogger Templates 'Greenery' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP